Dicas de Segurança

 Se beber não pilote, é um risco a sua vida!

Álcool e direção não combinam

ÁLCOOL

Você que é daqueles que acha que dirige melhor após uma cervejinha e por isso ignora as campanhas que pregam “se dirigir, não beba”, preparamos uns motivos para mudar de ideia. O nosso objetivo é de proteger uma só pessoa: você!

Bolso protegido

Se você não está nem aí para o discurso de um trânsito mais seguro, proteja seu bolso. A multa por dirigir embriagado é de R$ 957,00 – fora a suspensão da carteira de motorista.

Álcool e direção,  o encontro sinistro.

Uma pesquisa efetuada pela  associação dos DETRANS indicou que o álcool, mesmo em pequenas quantidades, está por trás de 61% dos acidentes de trânsito principalmente nos grandes centros urbanos.

Estudos realizados em Hospitais Públicos de Emergência em Brasília, Curitiba, Salvador e Recife, revelaram os seguintes resultados:

  • 61% das vítimas de acidentes de trânsito estavam alcoolizadas, tanto os motoristas quanto os pedestres;
  • 75% dos motoristas feridos ou mortos haviam ingerido alguma quantidade de bebida alcoólica;

Isso demonstra que o consumo irresponsável de bebidas alcoólicas, por quem está por trás de um volante num veículo automotor , é muito elevado.

Pior ainda é saber que essa mistura de álcool,  mais a direção, tem sido uma das principais causas de acidentes fatais envolvendo jovens brasileiros.

As estatísticas provam que os acidentes  graves,  envolvendo motoristas entre 18 e 25,  anos constitui-se maioria absoluta, chegando a 64% dos acidentes fatais.

Se você estiver acompanhando um grupo de amigos e aquele que vai dirigir começar a beber, aja preventivamente, evite que uma possível tragédia aconteça, siga as orientações de quem já passou por isso:

  1. Se você é habilitado e não ingeriu bebida alcoólica, fique responsável pela direção do veículo. Não deixe seu amigo dirigir, mesmo se ele insistir;
  2. Tente conscientizá-lo de que ele pode tirar não apenas a vida dele, mas,  a sua e de outras pessoas;
  3. Se o seu amigo bebeu a ponto de desmaiar, leve-o para ser atendido num posto médico de emergência.
  4. Procure mantê-lo aquecido, não dê banho frio;
  5. Exercício, ar fresco, banho de água fria e café não removem o álcool da corrente sanguínea.

Portanto,  não existe  uma fórmula simples que possa ser dada para quem bebeu. O tempo é fator principal na redução dos efeitos do álcool, no corpo humano.

De acordo com o Código de Trânsito Brasileiro, quem tiver mais de 0,6 gramas de álcool por litro de sangue fica proibido de dirigir.  Essa taxa equivale a uma dose de wisk  ou duas latinhas de cerveja e varia com o peso da pessoa. A partir desse limite,  o indivíduo começa a sofrer alterações dos sentidos,  dos reflexos e perde parte da sua percepção de velocidade e distância.

  • Bebidas/dose – Concentração de álcool -Gramas de álcool
  • 1 lata de cerveja / 350 ml – 5% -17 gramas de álcool
  • 1 copo de chope / 200 ml – 5% – 10 gramas de álcool
  • 1 copo de vinho / 90 ml – 12% -10 gramas de álcool
  • 1 dose destilado (uísque, pinga, vodca) / 50 ml – 50% – 25 gramas de álcool.

 Para mostrar os efeitos malignos do álcool, vamos ver a seguir alguns exemplos de sua atuação no organismo:

  • O álcool diminui a capacidade de reação. Ele causa depressão e pode levar o motorista a um estado de relaxamento. Pode também causar um falso estado de bem-estar e, com isso também provocar a sensação de euforia e excesso de confiança.
  • O álcool reduz a inibição e aumenta o risco de acidente. O primeiro efeito tende a eliminar a normal inibição. A habilidade para controlar as más condições do trânsito torna-se quase inexistente. Ele prejudica a capacidade de julgamento de situações e induz o motorista a desrespeitar as normas de trânsito, sem considerar suas consequências.
  • O álcool debilita o controle neuromuscular. O motorista não pode dividir sua atenção satisfatoriamente depois de uma pequena dose de bebida. A habilidade de mudar a atenção de um acontecimento para outro, ou fazer as duas coisas de uma vez, que é exigida para direção segura, torna-se grande parte reduzida.
  • O álcool afeta a visão, duplicando a imagem. Um motorista não pode julgar corretamente a velocidade de seu carro ou dos outros.  Ele não pode julgar adequadamente a distância em que se encontra em relação a outros carros. Os olhos tendem a movimentar-se mais lentamente. Eles tendem a fixar-se em alguma coisa sem percepção periférica.
  • O álcool torna demorado o tempo de reação. As reações rápidas que o motorista deve ser capaz de fazer,  tornam-se mais difíceis. O álcool começa a debilitar o motorista logo depois do primeiro trago.

Fique sempre atento, não seja passageiro de ninguém que tenha bebido, mesmo que só uma dose. Muitas vezes, doses pequenas podem comprometer a habilidade do motorista. Lembre-se, a vítima pode ser você.

Bêbado que mata ao volante terá pena maior.

O crime será considerado homicídio doloso (o condutor tem consciência dos riscos ao beber por saber que dirigir sob efeito do álcool é crime).

Sendo assim, a melhor maneira de evitar todos estes transtornos é não beber ao dirigir. 

Se você não se preocupa  com a sua saúde,  bebeu algumas doses e esta se sentindo  um pouco embriagado, peça para alguém dirigir para você ou chame um táxi, pois com certeza vai lhe custar muito menos, você não terá problemas com a polícia e nem terá  despesas com pagamento de multas.

Melhor mesmo é não beber, pois faz bem para sua saúde e o bolso agradece.

Respeite a sua vida e a dos outros. Não dirija alcoolizado, você pode matar ou morrer.

 

Como evitar ter seu ciclomotor roubado

O número de assaltos e furtos só faz aumentar e muita gente se pergunta o que pode fazer para minimizar este problema.

 

Quando você está longe do ciclomotor

01. Tenha um segredo antifurto no seu ciclomotor e use-o ao estacionar.

02. Tenha um alarme com sensor de presença. Prefira os modelos discretos, que não fazem barulho nem acendem luzes ao ser acionados ou desligados. O sensor de presença anda com você e quando ele está longe da moto, o alarme se arma sozinho, sem avisar a todos em volta que isso aconteceu.

03. Compre um bom cadeado de disco, e use-o ao estacionar seu ciclomotor. Ele dificulta a ação do bandido. Dificilmente ele conseguirá se livrar do cadeado e levar o ciclomotor rodando. Para levar, só se ele colocar o ciclomotor em cima de uma caminhonete ou furgão.

04. Compre uma boa corrente de aço e use-a sempre que estacionar na rua. Procure amarrar seu ciclomotor a algo fixo no chão, como um poste ou uma grade. Se você estiver junto de um amigo que também tem ciclomotor, pode prender um ciclomotor no outro, isso certamente dificultará muito a ação do ladrão.

05. Evite estacionar seu ciclomotor na rua. Por maior que sejam os acessórios de segurança, o ladrão pode simplesmente encostar um furgão ao lado do ciclomotor e coloca-la para dentro. Então, estacionar na rua é ainda mais arriscado. Além disso, o ladrão pode ficar vigiando o ciclomotor até que você chegue perto dela, para então te assaltar. O melhor é sempre coloca-la em um estacionamento, onde tenha segurança.

06. Se a garagem da sua casa tem portão de grade, que permite as pessoas da rua enxergar dentro da sua garagem, então troque o portão por um fechado, ou use algumas placas de zinco para tapar a visão das pessoas que passam pela rua.

Quando estiver junto com o Ciclomotor

01. Não pare para conversar com seus amigos na rua enquanto fica em cima do ciclomotor, ou próximo dele, mesmo que isso seja na rua da sua casa. O ladrão sempre chega de surpresa e te rende.

02. Quando estiver andando, não fique passeando distraído, observando a paisagem, o céu azul e etc… Quando sair com seu ciclomotor, já tenha em mente o seu destino e o caminho que vai fazer para chegar lá. Evite parar em semáforos e cruzamentos, fique observando de longe para ver se ele está fechado, e se estiver, diminua a velocidade para dar tempo de ele abrir antes de você chegar até ele e ter que parar.

03. Pilote atento ao transito. Alguns casos de assalto acontecem quando um carro fecha você, te derrubando ou obrigando-o a parar. Isso pode ser evitado se você estiver atento e consegui se esquivar a tempo.

04. Não tente fugir de uma perseguição com um ciclomotor. Alguns ladrões usam motos esportivas para abordar as vítimas. Se este for o caso, reconheça que não há o que fazer e simplesmente entregue o ciclomotor. Se o ladrão perguntar sobre alarme no ciclomotor, entregue o sensor, não vale a pena arriscar sua vida por isso.

05. Quando estiver chegando em casa, ou saindo de casa, sempre observe o movimento da sua rua. Se ver alguém suspeito, te observando, siga em frente e não pare em casa. Dê umas voltas e espere uns 5 minutos pra passar lá de novo. Se o sujeito ainda estiver lá, então passe pela frente novamente e vá para um lugar seguro para ligar para a polícia. Peça para que escoltem você até a sua casa.

06. Ao parar em frente a sua casa, não desça do ciclomotor, fique observando para ver se alguém começa a correr, ou andar em sua direção. Se isso acontecer, engrene a primeira e vá embora. Peça para alguém abrir o portão da sua casa para você entrar rápido e fechar rápido o portão.